O projeto Acesso Cidadão

By  |  0 Comments

O projeto Acesso Cidadão – ao lazer, esporte, arte e cultura é uma alternativa inovadora no Estado para realização de uma atividade inclusiva com sensibilidade e respeito à acessibilidade de todos os cidadãos. Esta ação projeta para o país e para o mundo a imagem do Estado da Paraíba, em especial a cidade de João Pessoa como um Estado/cidade, de referência na aplicação da Política Pública da Pessoa com Deficiência, através de uma ação integrada de oferta na área do esporte, lazer, cultura e arte. O contato com um ambiente natural e saudável como a praia, junto a pessoas com e sem deficiência é fundamental para melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência, seja através da prática de atividades físicas e recreativas seja pela possibilidade de socialização em um ambiente novo e até pouco tempo, visto como inalcançável para essas pessoas. O mesmo é estendido à fruição da arte e cultura no ambiente de um museu que ainda não foi apropriado por esta parcela de cidadãos e que no máximo, o observam ao passar pelas suas cercanias sem que tenham seu acesso facilitado ou estimulado. Este projeto é uma iniciativa inédita, haja vista que existem ações em outros Estados de promoção da acessibilidade, ora, ao lazer, esporte, ora à cultura e arte. Nenhum trabalho foi pensado ou produzido no sentido de buscar o bem estar e a qualidade de vida da pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida unindo ambas as áreas na busca de desmistificar a imagem de passividade atribuída a essa parcela da população. São parceiros neste projeto a Governo do Estado, Prefeitura Municipal de João Pessoa, e a Assessoria e Consultoria para Inclusão Social. Estas instituições comprometeram-se em desenvolver ações conjuntas, com papeis distintos para proporcionar ao cidadão de João Pessoa com mobilidade reduzida um acesso seguro a praia e mais opções de esporte, cultura, arte e lazer. Este compromisso foi firmado através de um Termo de Cooperação assinado dia 16 de agosto de 2011.


As atividades são desenvolvidas todos os sábados pela manhã das 8hrs às 12hrs na praia do Cabo Branco no município de João Pessoa – PB em frente a Fundação Casa de José Américo. A inauguração do projeto aconteceu no dia 15 de dezembro de 2012 e até o momento realizamos 46 encontros destes alguns foram festivos atraindo um maior número de participantes sendo elas: Inauguração; Ação desenvolvida com a parceria da ONG Donos do Amanhã e usuários da prefeitura; Semana do autista; XI Semana dos Museus; Arraiá Acessível; Dia nacional de luta das pessoas com deficiência; Dia da criança; Prevenção contra o câncer de mama. As atividades são divididas de acordo com a demanda do dia da seguinte forma.

Na água: O Banho – fazendo uso de cadeiras anfíbias, facilitando o acesso dos cadeirantes ao mar. Para que o banho aconteça de forma segura entram duas ou três pessoas para acompanhar a pessoa com deficiência durante o banho com a cadeira anfíbia. O número de profissionais que acompanha o banho depende do nível de dependência do banhista, quanto maior a dificuldade maior o número de profissionais. Caiaque: Estão disponíveis dois caiaques com instrutores para treinar os interessados. Além dos instrutores mais profissionais realizam as transferências coso necessário. Surf adaptado

Os usuários interessados em surfar recebem uma aula de preparação com instrutores que acompanham a atividade do começo ao fim. Surf adaptado com instrutores profissionais Na areia: São realizadas atividades como o Badminton que é um esporte muito parecido com o tênis, porém, no lugar de uma bola utiliza-se uma espécie de peteca; o frescobol, o vôlei sentado e banho em piscinas para crianças. Podem ser realizadas ainda algumas oficinas como escultura na areia, arte com o lixo encontrado na praia, palestras educativas quanto à conscientização ecológica e educação em saúde, atividades físicas diversas como alongamento, aulas de dança, ioga, capoeira. Na pista: Na pista de ciclismo disponibilizamos duas bicicletas manuais e o usuário é acompanhado por um voluntário.

ESTATÍSTICA DA FREQUÊNCIA DOS USUÁRIOS

Até o momento tivemos 100 cadastros realizados com uma média de idade de 35 anos sendo 16% (<19 anos); 60% (entre 20 e 40 anos) e 23% (>50anos). A maior incidência de deficiência física, seguida da deficiência visual e intelectual. Apenas 20% do público vêm ao projeto com transporte público. Devido ao grande número de participantes nos dias festivos não foi possível colher o cadastro de todos os usuários, mas estimasse que além dos 400 cadastrados mais 350 pessoas tenham frequentado o projeto do início até agora. A frequência dos sábados, sem evento especial, tem sido uma média 55 a 70 pessoas com deficiência e seus familiares e amigos.





FUNDADOR DO PROJETO:

Genilson Machado Lima

1535403_499673080149986_1159100825_a

Comments

happywheels

Deixe uma resposta

ChatClick here to chat!+
Ver peliculas online
%d blogueiros gostam disto: