Rio de Janeiro – Tour Acessível

By  |  0 Comments

rio-de-janeiro (1)Mais um post carioca, dessa vez escrito por um paulistano. Resolvemos fazer uma viagem de fim de samana ao Rio de Janeiro, porém com uma meta: ser 100% acessível.

É claro que não dá pra conhecer todos os pontos turísticos da cidade em um fim de semana então planejamos um roteiro que coubesse dentro do nosso período de tempo.

Duas escolhas importantes: optei por utilizar o aeroporto Santos Dumont que é mais perto, assim já se economiza com táxi, muitas vezes as pessoas compram passagem pouca coisa mais barata e não conta com o valor gasto de táxi do Galeão até o centro. Outra coisa é tentar ficar em um hotel mais centralizado também, pois você fica mais próximo dos pontos turísticos. Dá pra ver bastante coisa a pé. Confira em nosso mapa de locais acessíveis no Rio de Janeiro.

Preço de hotel no Rio é algo muito subjetivo, tudo depende se é feriado ou se tem algum evento na cidade enfim, o importante é reservar com bastante antecedência para conseguir uma tarifa legal. O mesmo vale para as passagens aéreas, conseguimos uma promoção de 200 Reais ida e volta (ponte aérea RJ/SP).

Antes de tudo ainda em São Paulo entramos em contato com um taxista do Rio, o Cláudio Machado, que anuncia seus serviços de táxi acessível no Facebook. Já deixamos pré agendado todos os passeios e traslados aeroporto / hotel. Serviço de excelência sem nenhum atraso, ótima comunicação por e-mail e SMS, deixando totalmente despreocupado no que se trata de táxi ou seja, um problema a menos. O táxi acessível agilizou muito os passeios, pois não se perde tempo desmontando a cadeira.

Cristo Redentor – Corcovado

Foi o primeiro destino direto do aeroporto, o dia estava bonito e o visual realmente incrível. O táxi te leva até o pé do morro onde é necessário desembarcar e fazer a compra dos ingressos (não são aceitos cartões),cadeirante não paga meia. Para a época do ano, havia uma fila imensa pra pegar a van que leva até o Cristo. Existe uma van adaptada que fura a fila e te leva com exclusividade até lá. Me surpreendi com o conhecimento do motorista que operou a plataforma e o sistema de fixação da cadeira rapidamente.

van-adaptada-corcovado

Depois da Van o acesso é feito via elevador e escadas rolantes. Podem ficar tranquilos que o pessoal também está bem treinado e sobe qualquer um nas escadas. Tudo sem espera. E o melhor de tudo, em segurança. Lá de cima você vê o Rio todo além do Cristo, torça pra estar um dia bonito! Desaconselho fazer qualquer tipo de refeição na lanchonete, pois a qualidade não é legal e é tudo caro (além de não aceitar cartão).

escadas-rolantes-corcovado

Após sua visita, no ponto das vans, basta avisar alguém da Organização de embarque que eles chamam a van adaptada por rádio. Eu calculo uma média de 3 horas pra fazer esse passeio. Ao chegar no primeiro ponto de parada do Corcovado, o taxista estava nos aguardando e já embarcamos direto pro Pão de Açúcar.

cristo

Existe a opção de subir através do bondinho que sai de Laranjeiras, porém o tempo de espera seria bem alto, fora o tempo de subida que é de meia hora (fora o tempo de espera e o de viagem da volta). Apesar desse bondinho ser acessível, não recomendamos pelo tempo levado, mas se isso não for um problema pra você, vai fundo!

Pão de Açúcar 

Foi mais ou menos meia hora de deslocamento entre o Cristo e o Pão de Açúcar, resolvemos pular o almoço pois o tempo poderia virar no fim da tarde e estragar o visual do passeio, além do que o Pão de Açúcar é mais demorado de se conhecer. Logo no acesso à bilheteria (R$53,00) existe um elevador, que foi liberado bem rapidinho (após a bilheteria há outro elevador).

catraca-pao-de-acucar

Cadeirante paga meia aqui também e aceitam cartão. Toda a área é acessível, sendo possível aproveitar todo o visual do lugar. Entrar no bondinho é bem fácil e caso necessite de ajuda para isso o próprio operador irá te auxiliar.

pao-de-acucar

Existem desníveis nas áreas mas tem plataformas de acesso em todas elas, te dando acesso irrestrito. Sinceramente acho esse passeio bem mais legal que o Corcovado, a área de visitação lá em cima é bem maior, tem lugar pra sentar e dá pra ficar um bom tempo desfrutando do visual.

Colombo do Forte

A idéia inicial era conhecer a centenária Confeitaria Colombo no centro, mas achamos mais interessante ir a Colombo do Forte, dai já conhecemos o Forte de Copacabana e os quitutes da confeitaria de uma vez só, sem falar na vista pro mar das mesas externas. Dispensamos o táxi nesse ponto, pois voltaríamos a pé para o hotel.

colombo-do-forte

Praia de Copacabana

Após sairmos da Colombo do Forte, caminhamos pelo calçadão de Copacabana, já estava escurecendo e aproveitamos pra ver os restaurantes da Orla (fica como dica para jantar) e ao mesmo tempo conhecer os quiósques a beira mar, as esculturas de areia… essa coisa toda de turista. Caminhamos praticamente toda praia (mais de meia hora de caminhada), e apesar das predrinhas portuguesas, o trajeto tem rampa em todas as esquinas e travessias.

Copacabana-Beach

Mais Copacabana e Lagoa Rodrigo de Freitas

Domingo de manhã após o café, mais uma volta pela praia dessa vez de dia e com a Avenida Atlântica fechada para os carros, o que te permite rodar no asfalto que é bem mais fácil e optamos por não entrar no mar, só passear mesmo.

lagoa-rodrigo-de-freitas

Já havíamos combinado de almoçar com o Nickolas do blog e ele nos levou até aLagoa Rodrigo de Freitas, lá tem uns bares e restaurantes muito bons. Ah, caso interesse é de lá que sai um dos passeios de helicóptero pelo Rio (nós não fizemos esse passeio). Da lagoa se tem uma bela vista para o Cristo.

Essa viagem com todos os gastos de táxi, hospedagem, alimentação e passeios saiu por menos de 500 Reais por pessoa, o que daria menos de 1000 Reais o casal, tudo com muito conforto em hotel com quarto adaptado. Não é preciso ser milionário para viajar, basta ter disposição de encontrar boas oportunidade nas passagens e hotéis!

Comments

happywheels

Deixe uma resposta

ChatClick here to chat!+
Ver peliculas online
%d blogueiros gostam disto: